Fireflies


home
me
tumblr
ask



Eu tinha motivos reais, palpáveis e óbvios para te amar. Você é bonito, seu abraço é quente, seu sorriso tem mil quilômetros iluminados, seu humor me faria rir 100 encarnações e você é bom em tudo, mesmo não querendo ser bom em nada *-*
Você tem de querer. Embora eu queira muito, mesmo eu querendo em dobro, não há como querer por você.

Gabito Nunes.  (via poetadoalem)

(Source: harmonizar)


Postado em 13/2/2014 às 16:53 | 4,887 notes (Reblog this!)
Não foi por causa do sorriso que ela se apaixonou por ele.
Não foi por causa dos belos poemas que ela escrevia que ele se apaixonou. Foi a maneira com que ambos encontravam amor em todos os detalhes, no jeito como se conheciam mesmo estando longe um do outro. Afinal, quando é pra ser, a gente sabe como a história termina.

Back at her, stupid. (via so-quotes)

(Source: nobroke)


Postado em 1/2/2014 às 11:15 | 29,658 notes (Reblog this!)
E você ainda é o homem mais lindo do mundo. No canto da foto dos amigos bêbados, e você é o homem mais lindo do mundo. Com gorro, no meio da confusão do frio. Escondido embaixo de tanta roupa. No fundo do mar. No escuro. De costas naquela festa chata. Meu Deus, como você é lindo. Não sei direito o que é aurora boreal, mas acho que deve ser algo lindo que se formava enquanto você era feito. Não sei direito o que é isso que eu sinto por você. Mas como é maravilhoso fumar você, cheirar você, tomar você, injetar você. Calar a boca. Me pergunta uma daquelas coisas para eu dar uma daquelas respostas que você morre de rir. Me deixa pirar no seu céu da boca escancarado. Você se joga pra trás. E só porque você e o mundo inteiro têm certeza do quanto você é lindo, você faz questão de sempre se largar no mundo. É a liberdade que só tem quem é infinitamente lindo ou infinitamente feio. Eu sou mais ou menos, mas nesse segundo, já que comprei sua beleza, sou a mulher mais linda do mundo. Me deixa ser linda vestindo você. Outro dia me peguei pensando um absurdo que me fez feliz. É triste, mas me fez feliz. Pensei se isso que você faz, de ficar horas comigo depois de ter ficado horas comigo. Se isso é algum tipo de caridade sua. Porque, veja bem. Somos plantas e pássaros diferentes. Eu sou a bonitinha que lê uns livros e vê uns filmes. Você é essa força absoluta e avassaladora que jamais precisará abrir a boca para impor sua vitória. Você coloca aquele moletom cinza com dizeres do surf e eu experimento um guarda-roupas inteiro pra ficar à sua altura. Você é essa força da natureza que deu certo. E como eu não sou mulher de correr da dor, deixo ela entrar aos pouquinhos, esbugalhar meus sentidos, enfraquecer meu orgulho. Quando vejo, estou calada novamente, ouvindo o que você não diz e vendo o que você não faz . Não existe não morrer um pouco quando você chega.

Tati Bernardi. (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

Postado em 30/1/2014 às 16:33 | 8,726 notes (Reblog this!)

Postado em 30/1/2014 às 16:33 | 101 notes (Reblog this!)
Você quer falar sobre você ou sobre o amor? Porque se eu for falar sobre o amor, eu posso perder um tanto de tempo falando a respeito de uma convidada especial que recusou ao meu convite. E, caso queira que eu fale de você, terei que olhar no fundo dos teus olhos para conseguir dizer algumas poucas palavras sobre a tua pessoa, ou, sobre a tua-pessoa-em-mim, na qual é a que mais conheço. É difícil ser alguém que não conhece a si mesmo, não saber responder qualquer questionário pessoal e, ainda assim, conseguir expor algumas letras sobre outro ser imperfeito, incompleto e eternamente mutável, você ou o você-em-mim, tanto faz. Pois há mais você, do que eu aqui no meu peito no final das contas. Falar sobre o amor é mais fácil. Complicado é me calar sobre você. Porque há gritos de sentimentos me sufocando por dentro, transbordando por todos os lados. Espero que você saiba, acho que sabe, ou gostaria que soubesse – que eu penso tanto em você, que tem vezes que esqueço de mim. Ouço músicas que você gosta, vejo seus filmes preferidos, leio os livros que você lê, porque assim te sinto mais perto e é uma forma de estar com você, e descobrir se na tua forma de viver, há espaço – por menor que seja – para alguém como eu. Mas você prefere falar sobre o amor, né? Porém, a verdade, é que descobri que não há como falar sobre amor, não há como torná-lo tocável, palpável como cartas perfumadas e/ou fotografias felizes. O amor não é isso. O amor é tímido demais para tais demonstrações públicas. Amor é saúde com sintomas de doença. E você? Você é apenas mais uma forma que eu achei para falar de amor. E vice-e-versa. Então, se eu for falar de você, falarei de amor. E se for falar de amor, calarei em você. Pois o amor se tornou sinônimo de você. Em todos os sentidos, desde a maneira mais simples, até a mais complexa. O amor, pra mim, é e sempre será você.


Postado em 30/1/2014 às 16:29 | 682 notes (Reblog this!)

(Source: everwhatever)


Postado em 5/12/2013 às 9:53 | 9,665 notes (Reblog this!)
Depois, com pequenos beijinhos e mordiscadas virando e desvirando seu corpo, virando e revirando seus olhos, convenço que os maiores amores se acertam nos erros, quando a loucura e a entrega vencem a resistência e o medo de alguma forma. Começo num beijo no canto da boca, aqueles que cabe a você decidir se acaba, ou prossegue, tá? Então, vamos? Pega na minha mão, entra no meu carro, sobe na minha garupa. Te mostro o quanto dá pra amar no caminho.

Gabito Nunes. (via tabacos)

(Source: solenizarei)


Postado em 5/12/2013 às 9:52 | 224 notes (Reblog this!)
Fiquei deitado na cama olhando para o teto e sorri, porque o silêncio era muito legal.

As vantagens de ser invisível  (via first-of-june)

(Source: realismos)


Postado em 5/12/2013 às 9:51 | 24,777 notes (Reblog this!)
Claro que existem coisas mais lindas por ai, mas cara nada se comparava com o sorriso cafajeste dele ou ver ele dormindo no meu peito.

Hazel and Noah.  (via returneed)

(Source: motive-me)


Postado em 2/12/2013 às 9:01 | 1,418 notes (Reblog this!)
Até um dia
Até talvez
Até quem sabe
Até você sem fantasia
Sem mais saudade
Agora a gente tão de repente
Nem mais se entende
Nem mais pretende
Seguir fingindo
Seguir seguindo
Agora vou
Pra onde for
Sem mais você
Sem me querer
Sem mesmo ser
Sem me entender
Vou me beber
Vou me perder pela cidade
Até um dia
Até talvez
Até quem sabe

Até Quem Sabe - Gal Costa (via minha-mpb)

Postado em 2/12/2013 às 9:00 | 39 notes (Reblog this!)